Vasco Cordeiro apela a uma grande manifestação de confiança no PS nas eleições de 6 de outubro

O Presidente Vasco Cordeiro apelou a que, nas eleições do próximo dia 6 de outubro, seja dada “uma grande manifestação de confiança e de força ao Partido Socialista”, considerando que só o PS consegue “um equilíbrio virtuoso” entre as necessidades sociais e económicas do País e da Região, referindo o que foi feito nos últimos quatro anos e o que irá ser feito no futuro.

“Não há aqueles que, como o Partido Socialista, conseguem equilibrar virtuosamente três grandes áreas de atuação: Uma preocupação e atenção com aqueles que precisam; Uma preocupação e atenção com as pessoas e para melhorar as suas vidas, Uma responsabilidade quanto aos nossos compromissos internacionais e as contas certas”, explicou o Presidente do PS/Açores, que esta sexta-feira intervinha no comício realizado na ilha Terceira.

Vasco Cordeiro sublinhou a importância de tudo o que foi feito sob a liderança de António Costa, como primeiro-ministro, e Carlos César, como Presidente do Grupo Parlamentar na Assembleia da República, ao nível, por exemplo: “de recuperação social, dos salários, de recuperação do nível de emprego, de recuperação do apoio àqueles que estão numa situação de maior fragilidade, de recuperação das finanças públicas do nosso País”.

O líder dos socialistas açorianos manifestou “confiança” e “esperança” na liderança de António Costa, como primeiro-ministro, e na força do Partido Socialista, na Assembleia da República: “Por aquilo que foi feito pela nossa Região, mas também por aquilo que vai continuar a ser feito num clima de diálogo, num clima de cooperação, num clima que não precisa de polémicas e de disputas estéreis, mas que converge – quer da parte do Governo do PS na Assembleia da República, quer da parte do PS aqui na nossa Região – para um objetivo comum: melhorar a vida dos Açorianos, fazer da nossa Região uma Região mais forte e é para isso que temos trabalhado e que vamos continuar a trabalhar”.