Só o voto no PS garante o caminho do crescimento e do desenvolvimento, defende Isabel Almeida Rodrigues

“Votar no Partido Socialista no próximo dia 6 de outubro é dar continuidade ao caminho do crescimento e do desenvolvimento, o caminho de dar mais rendimento, de dar mais qualificação, da aposta na educação, da aposta no combate à pobreza e na diminuição das desigualdades”, afirmou esta quinta-feira a candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava durante a Sessão Pública da candidatura do PS, no Faial, sublinhou ainda a determinação do Partido Socialista em enfrentar os desafios da próxima década, designadamente “o combate às desigualdades que ainda persistem, no acesso à educação, na qualificação, na pobreza e na forma como olhamos as pessoas que tem uma identidade de género diferente da nossa, ou, na forma como encaramos as pessoas que tem alguma dificuldade, seja ela de mobilidade ou de outra natureza”.

Nesse sentido, a candidata socialista apresentou duas das medidas inscritas no Programa nacional do Partido a estas eleições, que visam aumentar a igualdade de oportunidades, nomeadamente o aumento da progressividade do imposto das pessoas singulares e o aumento dos apoios sociais a estudantes universitários. “O Partido Socialista assume o compromisso, no seu programa que apresenta a estas eleições, de trabalhar para que este esforço na formação superior seja dividido entre o Estado e as famílias”, referiu a socialista.

Para Isabel Almeida Rodrigues, votar no Partido Socialista é ainda uma forma de enfrentar o desafio demográfico. Também nesta matéria, o PS assume o compromisso de criar melhores condições para que as pessoas possam ter os filhos que desejam e de criar melhores condições para a conciliação da vida profissional com a vida pessoal.

“O Partido Socialista apresenta ainda no seu Programa Nacional a estas eleições duas medidas de extrema importância. A criação do complemento-creche, que atribui um valor universal a partir do segundo filho a todos aqueles que se encontrem em idade de frequentar a creche, bem como o compromisso de garantir na nossa legislação o direito ao desligamento, a que a pessoa quando sai do local de trabalho se desligue efetivamente do trabalho”, referiu a candidata do PS/Açores.

Para além do desafio demográfico, do desafio das alterações climáticas, do desafio da evolução tecnológica e da evolução científica, Isabel Almeida Rodrigues focou ainda a questão do Aeroporto da Horta, assegurando o compromisso de “lutar incansavelmente para que os passos já dados e anunciados decorram da forma mais célere possível e que este processo se conclua de uma forma justa, correspondendo à necessidade dos faialenses. Tudo faremos para garantir os fundos comunitários necessários à concretização da ampliação do Aeroporto da Horta”.

“Para continuarmos este caminho de crescimento, de progresso e de confiança, é preciso votar. As eleições ganham-se com mobilização em direção às urnas, porque o que está em causa nestas eleições é o futuro de Portugal e o futuro dos Açores”, acrescentou a candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais de 6 de outubro.