Só o voto no Partido Socialista garante ‘Mais Açores e Mais Portugal’

“O nosso adversário diz que António Costa veio aos Açores com uma mão cheia de nada, é importante desconstruir esta mentira, porque nunca os Açores tiveram tanto como nos últimos quatro anos”, sublinhou, este domingo a cabeça de lista do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava durante o Comício em Santa Maria, acrescentou ainda na ocasião que foi pela ação de António Costa que se traçou um rumo que até então era impensável, “construindo pontes para consensos e uma solução governativa estável que nos trouxe até hoje”, permitindo assim cumprir com os compromissos assumidos, nomeadamente ao nível do aumento do rendimento, do investimento e do emprego, possíveis pelo clima de estabilidade sentido no País.

Nesse sentido, a candidata socialista reforçou, uma vez mais, o que está em causa a 6 de outubro, referindo-se à importância de se manter a estabilidade para reduzir o défice, abater a dívida, ter juros que sejam suportáveis, e libertar recursos para aplicar em políticas que tragam a transformação de que o País ainda precisa em muitas matérias.

“A 6 de outubro decidimos se queremos que Portugal e os Açores sigam em frente ou se queremos voltar ao tempo em que se ia fechar a RTP-Açores porque não interessava nada, ao tempo em que não se fazia nada no Aeroporto da Horta porque não era necessário, ao tempo em que tínhamos tempestades e nos diziam para ir à banca porque não estavam disponíveis para nos ajudar”, recordou a candidata.

“Ainda há três meses o agora candidato do PSD a primeiro-ministro referiu-se aos Açores como não valendo fortuna nenhuma, agora que veio cá, diz que francamente não se lembra. Mas nós não nos esquecemos. E é esse PSD que agora vem falar numa mão cheia de nada”, acrescentou a socialista.

Por outro lado, e após a deslocação de António Costa aos Açores, Isabel Almeida Rodrigues destacou a intervenção do atual e futuro primeiro-ministro em que na Região comprometeu-se “com o programa espacial de Santa Maria, com a alteração da Lei de Bases da Política de Gestão e Ordenamento do Espaço Marítimo, com o Concelho de Concertação com as Autonomias”.

Referindo a importância de se desconstruir a ideia de que a oposição quer fazer passar, Isabel Almeida Rodrigues recordou ainda que foi com António Costa que tivemos o cumprimento integral da Lei de Finanças Regionais, mais 26 milhões de euros em 2018, bem como as receitas dos jogos sociais da Santa Casa, as Obrigações de Serviço Público interilhas, um esforço financeiro de 9 milhões anuais e a reciprocidade entre o Serviço Nacional de Saúde e o Serviço Regional.

“Votar é muito importante. É a forma de manter viva a Democracia, é a forma de exercermos um direito que nos foi conferido depois de décadas de luta. Nesse sentido, e no próximo dia 6 de outubro, para ‘Mais Açores e Mais Portugal’, só conta o voto no Partido Socialista”, acrescentou a cabeça de lista do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais.