Isabel Almeida Rodrigues assegura continuar a defender a valorização do Queijo de São Jorge

A cabeça de lista do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro, afirmou, esta quinta-feira, que vai continuar a lutar “pela concretização de medidas que permitam melhorar o rendimento dos produtores e pela valorização do produto de excelência que é o queijo de São Jorge”.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava à margem da visita à União das Cooperativas de Lacticínios de São Jorge, sublinhou ainda, na ocasião, o caminho de recuperação que foi possível concretizar no setor ao longo dos últimos quatro anos. “O setor cooperativo de São Jorge, como todos sabemos, veio de uma situação particularmente difícil, e é com agrado que verificamos o caminho de recuperação, com resultados concretos ao nível do pagamento aos produtores, da inserção em mercados muito diversos e com perspetivas muito interessantes quanto ao futuro”, referiu.

Para a candidata socialista, este percurso, acompanhado na Região pelo Governo dos Açores e na República pelos deputados do PS/Açores, permitiu a concretização de importantes medidas ao longo da última legislatura, nomeadamente “a isenção em 35% das contribuições para a segurança social dos produtores de leite e de suínos, o reforço das ações ao nível da atuação comercial junto de mercados prioritários externos, com vista a apoiar o escoamento de stocks de lacticínios dos Açores para fora do espaço da União Europeia, bem como o acompanhamento da negociação do Acordo Económico e Comercial entre a União Europeia e o Canadá, no qual realizámos, nos Açores, um evento de divulgação sobre este acordo”.

Segundo referiu Isabel Almeida Rodrigues, ao longo dos próximos quatro anos a candidatura do PS/Açores irá continuar a acompanhar a evolução deste setor, destacando ainda o compromisso assumido de, no próximo mandato, continuar a “apostar em estratégias de apoio a uma dieta saudável, bem como de apoio à produção local e à agricultura familiar, fomentando a produção e consumo de proximidade ou promover a concentração da oferta e o reforço da posição dos produtores na cadeia de valor, incentivando as organizações da produção a desempenhar um papel consequente na sustentabilidade das unidades produtivas dos seus associados”.

“Vamos continuar a trabalhar, se merecermos a confiança dos Açorianos, para que o rendimento dos produtores melhore, para que melhorem as suas condições de trabalho, para que no fundo continuemos a registar um ritmo de crescimento económico de diminuição do desemprego, de desenvolvimento e melhores condições de vida para todos os Açorianos”, sublinhou a candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro.