Governo do PS vai continuar a defender os produtores de leite dos Açores

“Foi com o Governo de António Costa que foi estabelecida a isenção de 35% das contribuições para a segurança social dos produtores de leite”, recordou esta quarta-feira a candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava à margem da visita à exploração agrícola de Eugénio Câmara, na Fajã de Cima, lembrava assim as medidas dos últimos quatro anos na Assembleia da República, que culminaram com o Relatório do Leite, elaborado pelo deputado socialista João Castro.

“Na sequência deste Relatório do Leite foram já adotadas um conjunto de medidas importantes para a valorização deste produto, como um novo regulamento de embalagem, rotulagem e comercialização do leite e dos seus derivados”, recordou a candidata socialista.

A par disso, Isabel Almeida Rodrigues destacou ainda o conjunto de ações visando atestar a qualidade nutritiva e a excelência dos produtos lácteos e derivados, garantindo, desta forma, o reforço das ações junto de mercados prioritários externos com vista a apoiar o escoamento de stock de lacticínios dos Açores para fora do espaço da União Europeia.

“O PS/Açores tem um património político de defesa do setor primário nos Açores, nomeadamente, de defesa da Agricultura e dos produtores regionais que inclui, no âmbito da reforma da Política Agrícola Comum (PAC), e a propósito do POSEI, o reforço de medidas e de um envelope financeiro mais alargado”, frisou a candidata, acrescentando ainda continuarem a lutar, na agricultura, “por uma negociação no âmbito da PAC que se traduza em resultados mais justos e inclusivos e que permitam que os fundos que venham a ser disponibilizados na Região façam justiça aos homens e mulheres que muito dão a este setor”.

“Para continuarmos este caminho de crescimento, de progresso e de confiança, é preciso votar. As eleições ganham-se com mobilização em direção às urnas, porque o que está em causa nestas eleições é o futuro de Portugal e o futuro dos Açores”, acrescentou a candidata do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais de 6 de outubro.