Governação do PS permitiu introduzir melhorias na vida dos idosos, destaca Isabel Almeida Rodrigues

A cabeça de lista do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro, lembrou, esta terça-feira, que foi com o Governo do Partido Socialista que se conquistaram melhorias na área social.

Isabel Almeida Rodrigues, que falava à margem da visita à Casa do Povo da Maia e suas valências, destacou, na ocasião, que nos últimos quatro anos “aumentámos as reformas, acabámos com a contribuição extraordinária de solidariedade, aumentámos o complemento solidário de idoso, entre muitas outras medidas de caráter social que permitiram dar outra qualidade, outra esperança e outra confiança aos nossos idosos”.

Segundo a candidata socialista é este o trabalho que se  pretende continuar a desenvolver ao longo dos próximos quatro anos, estando, por isso, incluídas no programa do Partido Socialista um conjunto de medidas específicas especialmente dedicadas a este setor da população, nomeadamente “os programas de reforma a tempo parcial, permitindo um envelhecimento mais ativo, bem como uma estratégia nacional para a solidão, para combater este flagelo que afeta tanto os nossos idosos. Estratégia essa que tem de ser naturalmente adaptada às caraterísticas demográficas, sociais e económicas de cada território”.

“Os idosos representam para nós um enorme valor, representam a experiência e o conhecimento. Para o Partido Socialista as pessoas estão sempre no centro das nossas políticas, e é aí onde estão os nossos idosos. É por isso que queremos vencer este desafio do próximo dia 6 de outubro para continuar a servir cada vez melhor os Açores e o País”, frisou.

A candidata socialista lembrou ainda que foi durante o governo do PSD/CDS que os idosos sofreram fortes penalizações, um período a que se assistiu “ao corte das pensões, à sua penalização por via fiscal, e também aos grandes cortes na rede de solidariedade efetiva, que era muitas vezes a única solidariedade com que podiam contar”, recordou cabeça de lista do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 6 de outubro.