Açores promovem inovação na Economia do Mar, realça João Castro

A candidatura do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais, do próximo dia 06 de outubro, esteve em visita à empresa Sea Expert, na Cidade da Horta, ilha do Faial.

João Castro, candidato do PS/Açores à Assembleia da República, sublinhou que o desafio da Economia do Mar deve assumir-se como “central” numa estratégia para Portugal e para os Açores, com um importante papel face à sua centralidade atlântica: “Precisamos de exemplos como este, da Sea Expert, de paixão e inovação na economia do Mar, de partilha de conhecimento e de experiências, que devemos registar, numa avaliação permanente do caminho a seguir”.

A Sea Expert, uma empresa que tem desenvolvido diferentes atividades nas áreas da pesca, da aquacultura, da cosmética e das biotecnologias e que, recentemente, explora um programa de captura de algas no oceano atlântico, procedendo à sua preparação e comercialização para alimentação, com enfoque no potencial dos Açores e da marca Açores.

“Estamos perante uma iniciativa de especial interesse, quando falamos em economia do mar e em desenvolvimento sustentável, ao encontrarmos novas fontes de obtenção de alimento, mas também quando falamos em respeito pelo ambiente, em pegada ecológica e alimentação saudável”, acrescentou o candidato.

João Castro acredita que a economia do mar é uma área de “grande potencial per si”, mas também quando relacionada com outros sectores como, por exemplo, “a pecuária, nomeadamente quando considerados os gases com efeito de estufa e o roteiro para a descarbonização e redução da pegada de carbono”.

“Estudos preliminares apontam para que, com uma alimentação adequada, nomeadamente através da utilização de algas marinhas, poderemos estimular reduções nas emissões de metano, com origem no gado bovino, superiores a 90%”, salientou.

“Num tempo de desenvolvimento do processo de extensão da plataforma continental, em que a Assembleia da República se prepara para refletir a Lei de Bases do Ordenamento do Espaço Marítimo, estando em curso os respetivos Planos de Situação, torna-se fundamental que os Açores revelem capacidade para desempenhar um papel determinante, na utilização de recursos marinhos” considerou o candidato.

João Castro referiu ainda: “Falamos de um potencial extraordinário que começa a ser explorado e com limites ainda por descobrir, tendo por base a inovação na economia de mar e que poderá alterar profundamente as perspetivas de abordagem e de desenvolvimento de outras atividades económicas, evidenciando um contributo e uma oportunidade para a Economia do Mar dos Açores”.

É neste contexto que os deputados eleitos pelos Açores à Assembleia à República, em contato com a realidade, “poderão ter uma ação proativa, enquanto facilitadores do desenvolvimento de parcerias de empreendedorismo azul, visando soluções locais e regionais para problemas globais”, concluiu o candidato do PS/Açores às Eleições Legislativas de 06 de outubro.