Açores contribuem para que Portugal continue a dar a volta, frisa João Castro

O candidato do PS/Açores às Eleições Legislativas nacionais do próximo dia 06 de outubro reuniu, esta quarta-feira, com a Câmara do Comércio e Indústria da Horta (CCIH). João Castro, que falava à margem do encontro, referiu ser evidente, e ter sido decisivo, a importância da governação e das políticas, o que contribuiu para melhores Açores e um Portugal que é exemplo, no contexto europeu, nas áreas económicas e sociais.

Na reunião com a CCIH, o candidato socialista abordou variadas  questões, tais como: o contributo das empresas Açorianos para o comportamento da economia, que converge com a Europa há 3 anos consecutivos; a evolução positiva da criação de emprego, redução da precariedade e a taxa de desemprego, com valores na ordem dos 6,5% (quando em 2015 se situava nos 12%); o fim da sobretaxa do IRS; a taxa de pobreza mais baixa desde que há registos; o aumento do rendimento disponível das famílias; a baixa do IVA na restauração; o crescimento do investimento; bem como o fim do pagamento especial por conta, cuja implementação integra o sucesso da ação do governo do Partido Socialista.

“Neste período de balanço e de avaliação, entre o que foi feito e o que ainda há a fazer, é claro que Portugal está a dar a volta, também com o contributo dos Açores. Destaca-se nesta governação, no projeto do António Costa, a devolução da confiança no nosso País. Este é um património social que recuperámos, que deve ser valorizado por todos e que está sobre a mesa no próximo dia 6 de outubro!”, disse.

Recordou ainda que “só há sucessos e caminho com as pessoas e com as empresas e o País só está melhor quando as famílias e as empresas estão melhores!” É neste contexto que a candidatura do Partido Socialista dos Açores, reitera a importância de um “PS forte”, garante da estabilidade e coesão nacional, suscitando à participação democrática e envolvimento de todos, incluindo, obviamente, os empresários.

A Câmara do Comércio e Indústria da Horta representa atividades de organizações económicas e patronais na Região Autónoma dos Açores, integrando a Câmara do Comércio e Indústria dos Açores em representação de associados das ilhas do Faial, Pico, Flores e Corvo

Os deputados eleitos pelos Açores à Assembleia da República, em contato com a realidade, comprometeram-se em “manter aberto um canal de comunicação permanente, na procura de soluções, que reiterámos junto da Câmara do Comércio e Indústria da Horta”, referiu o candidato do PS/Açores às Eleições Legislativas de 06 de outubro.