“Foi o Governo do Partido Socialista que acabou com a exclusão a que estavam votados os Açores em termos de apoios culturais, ao garantir aos agentes culturais da Região a possibilidade de apresentarem candidaturas a nível nacional”, sublinhou Lara Martinho, depois da reunião com diversas entidades da Terceira.

A candidata do PS/Açores às eleições legislativas do próximo dia 06 de outubro, visitou esta quinta-feira a Sociedade Recreio dos Artistas, uma instituição centenária que abriu as portas á comunidade e novas instituições como o CineClube e a companhia de teatro açoriana “Cães do Mar”.

“Neste encontro assinalámos o novo modelo de apoio às artes lançado no ano passado e que pela 1ª vez passou a integrar a Região Autónoma dos Açores. O novo modelo de apoio às artes vem acabar com a discriminação que existia e coloca em pé de igualdade os artistas e agentes culturais quer do continente quer das Regiões Autónomas”, sublinhou.

“O acesso a estes novos apoios permite dar um salto evolutivo em termos de espetáculo nos Açores, pelo que é importante continuar a divulgação destes apoios para que abranja cada vez mais agentes culturais regionais”.

Outra das medidas destacadas pela candidata refere-se à iniciativa para criar a rede de teatros e cineteatros, que por proposta do PS engloba os teatros e cineteatros dos Açores.

“A adesão a esta rede é voluntária e necessita de credenciação, mas pode abranger recintos licenciados que possuam condições para a apresentação de espetáculos de natureza artística ou exibição cinematográfica, mesmo que não vocacionados para os mesmos, nomeadamente auditórios de bibliotecas e casas de cultura”, esclareceu

Lara Martinho realçou também que “uma das propostas para a próxima legislatura é aumentar, de forma progressiva, a despesa do Estado em Cultura, com o objetivo de, no horizonte da legislatura, atingir 2% da despesa discricionária prevista no Orçamento do Estado”.